Viagem pelo Japão: Nara, a cidade dos veadinhos

Viagem pelo Japão: Nara, a cidade dos veadinhos

Nara foi a primeira capital permanente do Japão, em 710, sendo substituída anos depois pela cidade de Nagaoka em 784. Sua importância histórica para o país se mostra em seus inúmeros e grandiosos templos.

Nara é uma cidade pequena, com pouco menos de 400 mil habitantes, e é possível visitar todas as suas atrações em apenas um dia. Por isso, eu mais que recomendo dar uma passada lá; é fácil, conveniente e rápido!

E por que Nara é a cidade dos veadinhos?

fullsizeoutput_922

Quando estava montando nosso roteiro de viagem, vi que Nara era uma cidade muito próxima de Osaka e muito turística. Então, apesar de nunca ter ouvido falar nela antes, fiz uma pesquisa rápida no Google Imagens para ter uma noção de por que a cidade ser tão famosa. E logo descobri o motivo: os templos, claro, mas também a quantidade enorme de veados (ou seriam cervos? qual a diferença?) circulando livremente pelo maior parque da cidade, o Nara Park.

img_2101

Vendo as fotos no Google já fiquei convencida que valeria a pena passar um dia em Nara e a incluí em nosso itinerário!

Bom, o motivo por trás da quantidade de veados no parque é esse: segundo uma lenda muito antiga, o deus mitológico Takemikazuchi havia chegado a Nara montado em um cervo branco (?!) para proteger a então capital japonesa. Por conta disso, os cervos passaram a ser considerados animais sagrados e divinos, que estavam ali para defender a cidade e o país, a ponto de ser crime passível de pena de morte matar um veado – lei que durou até 1637.  Legal essa história, não?

Após a Segunda Guerra Mundial, os veados perderam o status oficial de “divinos” e passaram a ser designados como “tesouros naturais”, continuando a serem protegidos pela lei.

fullsizeoutput_90c

Hoje em dia estima-se que há 1200 veados em Nara, e os turistas e moradores podem alimentá-los com biscoitos feitos especialmente para eles, vendidos no próprio parque, chamados Shika-senbei (deer cookie). Por causa disso, os veadinhos são muito dóceis e estão mais do que acostumados com as pessoas, sendo que alguns até aprenderam a fazer reverência depois de ganharem um biscoito.

fullsizeoutput_90d

Apesar de serem dóceis, há placas espalhadas por todo o parque alertando os visitantes de que os veados são animais selvagens e, portanto, imprevisíveis, sendo importante sempre tomar cuidado perto deles, principalmente com crianças.

Aviso alertando que os veados podem morder, dar coice, dar "cabeçada" e derrubar as pessoas - a "cabeçada" eu vi acontecer, mas foi de leve; o veadinho só estava impaciente pra ganhar o biscoito, rs
Aviso alertando que os veados podem morder, dar coice, dar “cabeçada” e derrubar as pessoas – a “cabeçada” eu vi acontecer, mas foi de leve; o veadinho só estava impaciente pra ganhar o biscoito, rs

E aí? Já se convenceu de conhecer Nara?

Screen Shot 2017-01-15 at 09.39.04

A 32km de Osaka e 43km de Kyoto.

screen-shot-2016-12-25-at-09-42-42

Screen Shot 2017-01-15 at 09.39.26

De trem é a maneira mais fácil, mas apenas os trens locais vão para lá, o Shinkansen não. De Kyoto, a melhor opção é pela JR (Japan Railways). Os trens saem de meia em meia hora, e a viagem leva 45 minutos. A passagem (apenas ida) custa 710¥, mas quem tem o JR Pass viaja de graça! De Osaka, há opções saindo da Umeda Station e da Namba Station. A melhor opção é saindo da Namba Station pela companhia de trem Kintetsu Railways. A viagem dura de 30 a 40 minutos e custa 560¥, mas o JR Pass não é válido nesses trens. Se você tem o passe, opte então pelos trens da JR, que saem da Umeda Station.

screen-shot-2016-12-25-at-10-03-00

Screen Shot 2017-01-15 at 09.39.55

A estação de trem de Nara fica bem no centro da cidade, a uma distância “caminhável” do Nara Park (uns 20 minutos), dos templos, lojas, restaurantes etc. Nara é bem “concentrada” e é possível conhecê-la a pé, mas para quem queira há a opção de pegar ônibus e, inclusive, comprar um passe diário, que custa 500¥ e dá o direito de pegar qualquer ônibus local da cidade. Também é possível alugar bicicletas em alguns hotéis/hostels.

fullsizeoutput_902

img_1993

Screen Shot 2017-01-15 at 09.42.37

Nós ficamos na Guest House Iki, que está marcada com uma estrela no mapa acima, e super recomendo! Apesar do nome, não parece com uma guesthouse (“pensão” em português?) nem um pouco; nosso quarto era lindo e limpíssimo! Sem falar que a localização é perfeita, bem no meio do caminho entre a estação de trem e o parque.

img_2182

img_2183

Screen Shot 2017-01-15 at 10.14.19

Nós chegamos lá por volta das 11 da manhã de um dia e fomos embora pela 1 da tarde do dia seguinte. Foi tempo mais que suficiente pra ver tudo o que queríamos! Não é necessário dormir em Nara, pois a cidade não tem muito o que fazer além do parque, mas eu recomendo para os que quiserem fugir um pouco das cidades grandes e ter um dia (e uma noite) tranquilo, com menos gente, menos trânsito, menos barulho… é um ótimo lugar pra recarregar as energias!

Screen Shot 2017-01-15 at 10.14.31

Basicamente, o parque de Nara e os templos dentro dele; além disso, caminhar pelas ruazinhas tranquilas, olhar as lojas de souvenirs, que têm o tema “veadinhos”, e tirar muitas fotos!

screen-shot-2016-12-25-at-15-48-05

O maior e mais importante templo de Nara é o Todaji, construído em 752. Seu ingresso custa 500¥.

fullsizeoutput_933

img_2084

O outro templo que visitamos é o Kofukuji e sua Pagoda, um tipo de torre típica de países como o Japão, a China e as Coreias.

img_2102

img_2170

Mais fotos do Nara Park:

fullsizeoutput_92d

fullsizeoutput_925

fullsizeoutput_931

fullsizeoutput_929

img_2090

Convencido? Se for a Kyoto e Osaka, não deixe de dar um pulinho em Nara!

Espero que tenha gostado e que este post tenha sido útil! Qualquer dúvida, deixe seu comentário!

Comments are closed.