Viagem pela Tailândia: Bangkok

Viagem pela Tailândia: Bangkok

Bangkok, Bangcoc, ou ainda Banguecoque, segundo o português de Portugal (cruzes!), quase sempre é o primeiro destino daqueles que chegam à Tailândia. Ela é a capital, a maior cidade e o centro econômico, administrativo, histórico e cultural do país. Está entre as cidades mais populosas da Ásia e do mundo, com mais de 8 milhões de habitantes, enquanto sua região metropolitana conta com mais de 14 milhões de habitantes!

Bangkok, além de ser uma das cidades que mais recebe turistas no mundo inteiro, é também um dos maiores centros financeiros e de negócios do Sudeste Asiático, tendo crescido muito rapidamente nas décadas de 80 e 90 e abrigando inúmeras multinacionais. Hoje, a cidade é considerada cosmopolita, pois abriga mais de meio milhão de expatriados e imigrantes vindos de todos os continentes.

E o que atrai os turistas a Bangkok? Exotismo, devido à fama de sua vida noturna, culinária, compras, cultura e, talvez o motivo principal, a fascinante arquitetura de seus templos budistas, palácios, museus e teatros. Certamente Bangkok tem muito a oferecer!

Wat Pho - Bangkok, Thailand (7)
Wat Pho

Screen Shot 2017-01-15 at 09.39.04

A Tailândia tem uma parte mais “gordinha” e uma parte mais fina, que se estende ao sul até chegar à Malásia. Por conta de sua geografia, então, as distâncias para atravessar o país de norte a sul são bastante longas (mais de 1600 km)! Por sorte, Bangkok fica em um ponto estratégico, bem ‘no meio do caminho’ entre Chiang Mai, a cidade mais visitada no norte da Tailândia, e Surat Thani/Krabi, cidades que servem como ponto de partida para ir às ilhas mais famosas do país.

Screen Shot 2017-01-18 at 16.07.24

Screen Shot 2017-01-15 at 09.39.26

Bangkok tem dois aeroportos; o primeiro é o Don Mueange (DMK), um dos aeroportos em funcionamento mais antigos do mundo, e o único aeroporto internacional de Bangkok até 2006, quando foi inaugurado o segundo, chamado Suvarnabhumi (BKK). Após a inauguração deste, o Don Mueange ficou apenas com os voos domésticos e dentro do continente, enquanto o Suvarnabhumi passou a ser o maior aeroporto internacional da Tailândia. 

Então, se você estiver saindo da Europa ou Oriente Médio, por onde geralmente se faz a conexão vindo do Brasil, é no aeroporto Suvarnabhumi onde você vai desembarcar. Mas, se você já estiver na Ásia ou mesmo na Tailândia, talvez seu aeroporto de desembarque seja o Don Mueange.

Ambos os aeroportos ficam a uma distância de 25-30km do centro de Bangkok. Para ir do Don Mueange à região central da cidade, as opções são ônibus do aeroporto, ônibus de linha, trem e táxi. E do Suvarnabhumi, as opções são táxis, ônibus e trem expresso. Esse trem, o Airport Rail Link (City Line), vai do aeroporto à estação Phya Thai Station em 30 minutos e custa não mais que 5 reais.

A principal estação de trem de Bangkok se chama Hua Lamphong Station, ou apenas Bangkok Railway Station, e fica no centro da cidade, a 5km da estação Phya Thai, onde se pega o trem expresso para o aeroporto internacional.

Bangkok Railway Station
Bangkok Railway Station

Screen Shot 2017-01-15 at 09.39.55

Ônibus, táxis, trens (MRT e Skytrain) e o jeito mais característico do país: de tuk tuk. Os tuk tuks fazem parte da experiência e recomendo pegá-los pelo menos uma vez durante sua estadia na Tailândia, mas tenha cuidado para não cair em nenhum golpe! Os motoristas de tuk tuk estão mais que treinados e preparados para lidar com os estrangeiros – no bom e no mau sentido.

Ao mesmo tempo em que há muitos motoristas honestos e simpáticos, que realmente querem ajudar os turistas, há aqueles que se aproveitam da ingenuidade e falta de experiência dos visitantes para cobrar a mais do que deveriam ou levá-los a lugares que eles não solicitaram, como lojas e restaurantes, a fim de ganharem uma comissão pelo que os turistas compraram/gastaram lá. Esse é o golpe mais tradicional de Bangkok, portanto, fique atento, e, se o motorista for a algum lugar que você não pediu, não desça do tuk tuk e diga a ele para ir somente ao destino final.

Bangkok (48)

Falando em golpes (estou desviando do assunto um pouquinho, mas já volto a ele!), outro muitíssimo manjado em Bangkok também tem relação com os tuk tuks. É o golpe dos templos: um homem com ótimo nível de inglês, sorridente e simpático se aproxima do turista no momento em que está quase chegando a um dos templos mais famosos da cidade, geralmente o Grand Palace ou o Wat Pho, e diz que infelizmente o templo está fechado por causa de uma cerimônia ou evento acontecendo lá (mentira!).

Ele então oferece ao visitante um tour de tuk tuk pelos demais templos da cidade por um valor baixíssimo, e o turista ingênuo acaba aceitando. Aí, o cara faz uma parada em uma loja de joias e pedras preciosas, onde outra pessoa, “parceira” do motorista do tuk tuk, estará esperando para aplicar o golpe maior, que é vender pedras falsificadas por valores absurdos!

Resumo da história: muito cuidado com os tuk tuks e muito cuidado com qualquer pessoa simpática demais vindo falar com você em inglês e oferendo uma ajuda que você nem sequer pediu! Ah, essa dica vale para todos os lugares do mundo, não só Bangkok!

Bom, voltando ao transporte dentro de Bangkok, as opções mais rápidas e baratas de locomoção são os trens e barcos, afinal, eles escapam do trânsito caótico da cidade! As linhas de trem disponíveis são MRT (metrô) e BTS (ou Sky Train, trens que andam ‘por cima’ da cidade), e de barco: Chao Phraya ExpressKhlong Boats.

Screen Shot 2017-01-15 at 09.42.37

Nós ficamos hospedamos num hotel que dava de cara para a Bangkok Railway Station. Gostei da localização por ser uma área central, de fácil acesso e próxima dos templos mais famosos – a 3,5km do Wat Pho e 4km do Wat Arun. Mas acredito que qualquer outro lugar da cidade perto das linhas de trem/barco seja uma boa pedida!

Screen Shot 2017-01-15 at 10.14.31

1. Wat Pho também é chamado de Templo do Buda Reclinado, e, como o nome indica, dentro do templo há uma estátua de Buda em que ele está deitado de lado, mas o detalhe é que: essa estátua tem 46 metros de comprimento e 15 de altura! Tão grande que nem cabe em uma foto só, rs. E sem falar que é toda dourada, coberta de folhas de ouro, e lindíssima!

Bangkok, Tailandia (4)

Wat Pho - Bangkok, Thailand (1)

O templo inteiro, não apenas a estátua, é simplesmente incrível! Sua arquitetura (bem como a dos demais templos de Bangkok) é diferente de tudo que já vi; a riqueza de detalhes e cores é de encher os olhos – além da câmera com muitas fotos! Se não bastasse tudo isso, foi ali em Wat Pho que se originou a massagem tailandesa, pois o templo é considerado a primeira universidade pública do país, onde eram ministradas aulas de religião, ciências, artes, medicina e massagem.

Wat Pho - Bangkok, Thailand (2)

Até hoje há aulas de medicina tailandesa dentro do templo, onde é possível experimentar a famosa massagem – mas prepare-se para pegar fila! A entrada ao templo custa 100 baht, e ele abre todos os dias das 8 às 18:30.

IMG_4220

IMG_4210

IMG_4209

2. Wat Arun, também conhecido como Templo do Amanhecer, é o cartão-postal de Bangkok! Pode não ser o mais bonito, mas definitivamente é o mais icônico. Quando estivemos na cidade, o Wat Arun estava passando por reformas, cheio de andaimes na frente, então acabamos não indo visitá-lo e apenas o vimos de longe. De qualquer forma, a visão mais bonita dele é, segundo a sugestão do próprio nome, durante o amanhecer, ou também no pôr do sol. A entrada custa 50 baht e o templo fica aberto das 8:30 às 17:30.

IMG_4243

Wat Arun sem obras. Lindo, não?
Wat Arun sem obras. Lindo, não?

3. Grand Palace é um complexo de templos (entre eles o Wat Phra Kaew) e palácios construído em 1782 para abrigar a família real tailandesa, bem como membros do governo. O Grand Palace foi a moradia dos reis e suas cortes até 1925, e hoje é usado apenas para eventos e cerimônias reais.

Grand Palace. Foto: Planet Ware
Grand Palace. Foto: Planet Ware

O Wat Phra Kaew, considerado o templo mais sagrado da Tailândia, pertence ao complexo do Grand Palace e também é chamado de Templo do Buda Esmeralda. Tem esse nome por acomodar uma estátua de Buda verde-escura, esculpida a partir de uma única pedra de jade – em tailandês, a palavra “esmeralda” significa tom escuro de verde, e não a pedra esmeralda em específico. A entrada para o Grand Palace custa 500 baht e ele fica aberto todos os dias das 8:30 às 15:30.

O Buda Esmeralda. Foto: All Thailand Experiences
O Buda Esmeralda. Foto: All Thailand Experiences

Estes três lugares que eu mencionei nos tópicos acima, Wat Pho, Wat Arun e Grand Palace, ficam muitíssimo perto uns dos outros. Para chegar até eles, o jeito mais fácil é de barco, o Chao Phraya River Express Boat e descer na parada Tha Tien Pier ou Pak Klong Talad Pier. E para ir do Wat Pho/Grand Palace até o Wat Arun, é só pegar um barco para atravessar o rio.

Screen Shot 2017-01-19 at 09.00.30

4. Wat Traimit, ou Templo do Buda de Ouro, fica na Chinatown de Bangkok, a mais ou menos 4km da região dos outros templos (Wat Pho, Wat Arun e Wat Phra Kaew). Por isso, recomendo visitar todos eles no mesmo dia, já que é fácil de ir de um a outro de tuk tuk ou mesmo a pé. No Wat Traimit há uma estátua de Buda de ouro maciço medindo 5 metros de altura e pesando mais de 5 toneladas! A entrada custa 40 baht e ele fica aberto das 9 às 17h.

Eu com uma coroa de arbusto, rs
Eu com uma coroa de arbusto, rs

5. Na região de Siam em Bangkok estão os maiores shoppings da cidade, entre eles o MBK, o mais legal de todos, pois é muito diversificado e barato! Cada andar tem um “tema” diferente; um só para eletrônicos, outro só para souvenirs, outro só para roupas, outro de decoração e assim vai… dá pra perder alguma horas lá dentro! Rs

Para quem gosta de shoppings com mais ‘cara’ de shopping (pois o MBK, dependendo do andar, tem um jeitão mais de ‘camelódromo’), sugiro o Siam Paragon (mais chique), Siam Discovery e Siam Center. Para chegar até essa região, basta descer na estação de trem BTS (Sky Train) Siam.

IMG_8440

6. Khaosan Road, a rua mais “típica” de Bangkok, cheia de bares, hotéis baratos, restaurantes, lugares de massagem, muitas luzes e letreiros, e que sempre aparece nos filmes que são estrelados na Tailândia, como A Praia (aquele com o Leonardo DiCaprio) e Se Beber Não Case 2.

Foto: Bankok.com
Foto: Bankok.com
Mapa com todas as atrações de Bangkok mencionadas neste post
Mapa com todas as atrações de Bangkok mencionadas neste post

E nos arredores de Bangkok, as duas principais atrações são:

7. Ayutthaya é a antiga capital da Tailândia e fica a apenas 71km de Bangkok, sendo possível fazer um bate-volta no mesmo dia, ou, se preferir visitar a cidade com mais calma, passar uma noite lá. A cidade foi destruída em 1767 pelo exército da Birmânia (atual Mianmar) e, da parte antiga, apenas restaram as ruínas, que foram nomeadas de Cidade Histórica de Ayutthaya e hoje fazem parte da lista de patrimônios mundiais da humanidade pela Unesco.

A maneira mais fácil de chegar até lá é de trem local, saindo da estação principal de Bangkok (Hua Lamphong Station, cujo outro nome é Bangkok Railway Station). A passagem custa 100 baht e a viagem dura pouco menos de 2 horas. Para opções mais rápidas, ônibus, vans e táxis são boas pedidas.

Ayutthaya (19)

8. O mercado flutuante Damnoen Saduak fica a 90km de Bangkok e também é um passeio que pode ser feito em um dia, estilo bate-volta. O jeito mais fácil de chegar até lá é contratando um tour ou ir de táxi, pois não há opções fáceis utilizando o transporte público.

Foto: flysquid.com
Foto: flysquid.com

Screen Shot 2017-01-15 at 09.42.17

Por ser uma cidade grande, qualquer época do ano é indicada para visitá-la, mas como geralmente os visitantes não vão somente a Bangkok, e sim também para o norte (Chiang Mai) e em direção ao sul, onde estão as mais famosas ilhas e praias, é importante tomar cuidado com a temporada de chuvas. Os meses mais quentes são de fevereiro a maio, quando as temperaturas chegam facilmente aos 30°C. Os meses mais chuvosos (e que devem ser evitados) são de maio a novembro; e em dezembro e janeiro, a ocorrência de chuvas já é bem menor e as temperaturas são mais amenas.

Bangkok, Tailandia (1)

Screen Shot 2017-01-15 at 10.14.19

Em Bangkok três dias são suficientes para visitar todos os templos e shoppings, e ainda poder curtir a vida noturna e as feirinhas de rua. Mas, se for fazer algum passeio bate-volta pelos arredores de Bangkok (como Ayutthaya e o mercado flutuante), então é preciso adicionar mais um dia para cada lugar.

Bangkok, Tailandia (2)

Espero que tenha gostado das informações e dicas, e que elas tenham sido úteis! Aproveite para ler sobre Koh Phi Phi, Koh Lanta e a introdução geral sobre a Tailândia! E qualquer dúvida, deixe seu comentário!

Comments are closed.