Singapura: introdução e dicas de viagem

Singapura: introdução e dicas de viagem

Singapura é uma cidade-Estado, ou seja, é uma cidade que também é um país, assim como Mônaco, Vaticano e San Marino na Europa (entre outros exemplos).

Bandeira nacional
Bandeira nacional

Singapura é um dos países mais ricos e desenvolvidos do mundo. Apresenta o melhor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) da Ásia e está entre os 10 melhores no geral (9° lugar, segundo o censo de 2014). Também está no topo do ranking de melhores lugares para expatriados.

img_4530

Historicamente, Singapura pertenceu ao império britânico até 1963, depois à Malásia por dois anos, até que obteve sua independência em 1965. Desde então, enriqueceu drasticamente, chegando a se tornar um dos quatro Tigres Asiáticos (juntamente da Coreia do Sul, Hong Kong e Taiwan).

img_4544

Singapura está entre os melhores centros financeiros do mundo, tem o terceiro maior centro de refinação de petróleo, um dos portos mais movimentados do planeta, além de acomodar o maior número de famílias milionárias (em dólares) per capita. Não é pouca coisa, certo?

img_4529

Screen Shot 2017-01-15 at 09.39.04

Na ponta sul da Península Malaia, é composta por 63 ilhas e separada da Malásia pelo Estreito de Johor.

screen-shot-2016-12-14-at-11-36-05

Screen Shot 2017-01-15 at 09.40.48

Há mais ou menos 5 milhões de habitantes em Singapura, sendo pouco mais de 2 milhões estrangeiros. A população local é formada por descendentes de chineses (74.1%), malaios (13.4%) e indianos (9.2%). As línguas oficiais são 4: inglês, mandarim, malaio e tâmil (idioma falado no sul da Índia e no Sri Lanka, entre outros países).

img_4537

Singapura é conhecida também pelo rigor de suas leis. Jogar chicletes, bitucas ou qualquer lixo no chão é passível de multas altíssimas. As penalidades para crimes de tráfico são extremamente rígidas, e logo na imigração você já recebe um aviso de que entrar com drogas em Singapura pode levar à pena de morte. Tais regras e penalidades fazem com que o país-cidade seja incrivelmente limpo e seguro, bastante diferente dos seus países vizinhos.

Placa na estação de metrô em Singapura (aqui na Malásia também há placas como essa)
Placa na estação de metrô em Singapura (aqui na Malásia também há placas como essa)

Já estive em Singapura duas vezes; a primeira em fevereiro de 2015 e a segunda em setembro de 2016. Voltaria muitas outras vezes e moraria lá sem sombra de dúvidas! É uma cidade (e país) fascinante! Limpa, organizada, ótimo sistema de transporte público, inúmeras opções de lazer, bares e restaurantes com comidas e bebidas do mundo inteiro, facílima de se comunicar e se virar (pois o inglês é uma das línguas oficiais), uma diversidade cultural e religiosa impressionante, povo simpático e prestativo, várias opções para fazer compras… enfim, um destino ideal para viajantes sozinhos, casais, grupos de amigos, excursões, famílias com crianças… todo mundo!

20160902_170004

O único problema de Singapura é que tudo é muito caro! Para quem vem de países com moedas fortes, como australianos, japoneses, americanos, europeus etc., talvez os preços de Singapura não sejam tão assustadores, mas nós achamos as coisas caras demais, principalmente os hotéis! Então, apesar de ser um lugar incrível, cheio de atrações para ver e atividades pra fazer, ficamos apenas 1 noite na primeira vez que fomos e 2 noites na segunda. Mas se dinheiro não é problema, recomendo ficar pelo menos 3 noites em Singapura.

Screen Shot 2017-01-15 at 09.42.17

Em qualquer época do ano! Singapura fica um pouco acima da linha do Equador, e, portanto, o clima é quente o ano inteiro. A temperatura varia de 23 a 35 graus, sendo março e abril os meses mais quentes, e dezembro e janeiro os mais “frios”. Dezembro é o mês mais chuvoso e julho o mais seco. Dito isso, vale lembrar que as chuvas geralmente são fortes e rápidas, então não chegam a atrapalhar o passeio!

20160902_145838

Screen Shot 2017-01-15 at 09.39.26

aeroporto Changi é moderníssimo e super organizado, sem dúvida a opção mais fácil de ir a Singapura vindo de qualquer lugar, até mesmo da Malásia, pois com a Air Asia (companhia aérea low-cost da Ásia), um voo de Kuala Lumpur a Singapura (se comprado com antecedência) pode custar o mesmo que uma passagem de ônibus. Para ir do aeroporto ao centro, há três opções: táxi, MRT (o metrô de Singapura), sai direto do aeroporto e vai pra todos cantos da cidade, e ônibus locais, que também são bastante convenientes.

Vindo da Malásia e da Tailândia, é possível chegar a Singapura também por ônibus e trem. Tanto os ônibus como os trens vão apenas até a fronteira da Malásia com a Tailândia, na cidade de Johor Bahru, e de lá você precisa passar pela imigração e depois pegar ônibus locais ou táxi para ir até o centro de Singapura. Não é difícil, pois muitas pessoas fazem esse trajeto todos os dias e é fácil pedir informações, mas é mais trabalhoso do que ir de avião.

changi-airport2
Aeroporto Changi

Visto: até 30 dias, brasileiros não precisam de visto, apenas preencher um formulário na imigração.

Screen Shot 2017-01-15 at 09.42.37

Como já falei no começo deste post, hotéis são caros em Singapura, muito caros! Na primeira vez, ficamos em Geyland (hotel Fragrance), talvez a região mais em conta pra ficar em Singapura, mas fica um pouco longe do centro e não tem muito o que fazer lá, então, na segunda vez ficamos na Little India (hotel 81 Dickson), acho que o segundo bairro mais barato da cidade. O ideal mesmo seria se hospedar perto da Marina Bay Sands, da Chinatown ou do Clarke Quay, mas daí é preciso investir mais $$$.

Este é um dos vários hotéis de luxo de Singapura, o Raffles Hotel
Este é um dos vários hotéis de luxo de Singapura, o Raffles Hotel

Screen Shot 2017-01-15 at 09.39.55

O metrô (MRT) é com certeza o meio mais fácil! As linhas são integradas e cobrem a cidade inteira, e os trens são modernos, limpos e todos têm ar condicionado. As outras opções são ônibus, que também são muito bons (mas você precisa ter o troco certo para pagar), e táxis (além de Uber e Grab).

screen-shot-2016-12-14-at-18-36-34

Screen Shot 2017-01-15 at 10.14.31

Vou listar aqui o meu top 10 de atrações e atividades, mas vou falar mais delas nas postagens seguintes.

1. Marina Bay Sands, o cartão-postal de Singapura, é este hotel em forma de barco equilibrado em cima de três torres.

img_6658

2. Waterfront Promenade, a “orla” de Singapura, é um calçadão que dá a volta em toda a baía. Caminhando por toda a extensão da promenade, você terá as mais belas vistas dessa cidade-país.

20160904_115418

20160902_160155
Evandro curtindo a paisagem

3. O Merlion Park fica na baía principal, onde também estão o Marina Bay Sands e o Art Science Museum, entre outras atrações. O Merlion é o símbolo do país e existem ao todo cinco estátuas oficiais dele espalhadas pela cidade, além de sua imagem estar estampada em vários lugares e de estar muito presente nas lojas de souvenirs em formato de chaveiros, mini estátuas, ímãs e afins.

img_6699

img_8928-1

A palavra Merlion é uma mistura de mer (que significa “mar”) e lion (leão). O corpo de peixe representa a origem de Singapura, quando era apenas uma vila de pescadores; e a cabeça de leão simboliza o nome de Singapura, que em javanês quer dizer literalmente “cidade-leão”.A palavra é uma mistura de mer (que significa “mar”) e lion (leão). O corpo de peixe representa a origem de Singapura, quando era apenas uma vila de pescadores; e a cabeça de leão simboliza o nome de Singapura, que em javanês quer dizer literalmente “cidade-leão”.

20160904_121731

4. O Art Science Museum tem o formato de uma flor desabrochando e fica logo ao lado do Marina Bay Sands, ajudando a deixar o cenário ainda mais bonito.

img_4546

5. Clarke Quay é uma região à beira do Singapore River cheia de restaurantes e barzinhos, ótima para ir à noite!

20160903_204110

6. Singapore River: da baía onde está o Marina Bay Sands, o Merlion Park, o Art Science Museum e o Singapore Flyer (a roda gigante de Singapura) – sim, é tudo perto um do outro! – nasce o Singapore River, que se entende por mais ou menos 3km para dentro da cidade. É possível apreciá-lo de dois jeitos: caminhando pela sua beira, como eu estou nessa foto logo abaixo, ou pegando o River Cruise, um passeio de barco que sai da baía e vai até Clarke Quay. À beira do rio há inúmeros barzinhos e restaurantes aconchegantes onde você pode relaxar com uma vista incrível. Vale muito a pena!

20160904_123223

Fazendo bobices. À beira do Singapore River há várias estátuas divertidas como essa
Fazendo bobices. À beira do Singapore River há várias estátuas e esculturas

20160904_123158

img_9012

7. Gardens by the Bay é um jardim lindíssimo, logo atrás do Marina Bay Sands, onde você pode caminhar por essas árvores artificiais psicodélicas, muito divertido!

img_6539

8. Chinatown: sendo a maior parte da população de Singapura de origem chinesa, é imprescindível visitar a Chinatown!

20160904_133949

9. Little India: se você quiser ter um gostinho da Índia no Sudeste Asiático, a Little India é o lugar perfeito!

20160902_132145

10. A Ilha Sentosa é uma das ilhas do arquipélago de Singapura e o lugar perfeito para se divertir!

20160903_093608

Aproveite pra ler também os posts específicos sobre cada uma das atrações de Singapura!

Espero que tenha gostado e que este post tenha sido útil! Qualquer dúvida, deixe seu comentário!

Comments are closed.