O guia completo da culinária chinesa

O guia completo da culinária chinesa

Faça um teste e pesquise no Google: “o que os chineses comem?”. As respostas que vão aparecer variam desde larvas, grilos, aranhas e escorpiões a cães e gatos, e até a fetos humanos! Sensacionalismo, a gente vê por aqui. Eu realmente detesto esses tipos de sites que postam absurdos sobre a comida dos outros países, pois são um desserviço para educação das pessoas.

Matérias como essas não trazem absolutamente nada de bom, apenas incitam mais preconceito e criam mais estereótipos negativos acerca dos outros povos e culturas. Não é do ‘senso comum’ que chinês é um povo porco? Que eles comem de tudo? Que eles não têm higiene com a comida?

Xian (103)

O que acontece daí é que um país lindíssimo, com uma cultura riquíssima e uma culinária absurdamente deliciosa é resumido a “comidas nojentas”. E meu post de hoje é justamente para tirar essa ideia maluca de que os chineses só comem coisas bizarras. Deixa eu contar uma novidade: TODOS os povos do mundo têm pratos ‘esquisitos’ em seu cardápio. E “esquisito”, “nojento”, “exótico” são coisas relativas.

IMG_7533
Até hoje não sei o que é isso, rs

Faça outro teste e pesquise ‘comidas estranhas pelo mundo’, ou mesmo ‘comidas estranhas do Brasil’. Vou citar algumas: mocotó, moela, buchada de bode, rabada, chouriço, formiga (na região da Amazônia), entre outras. Agora, todo brasileiro come formiga? Não né. Todo chinês come aranha e cachorro? Não também.

E por que só os chineses ganham a fama de “nojentos”? Não faço ideia, mas nesse post vou tentar mostrar que a comida do dia a dia dos chineses não é um bicho de 7 cabeças.

Shanghai2[Food] (9)

Não estou dizendo que não existam coisas estranhas, ou que tudo que eu comi lá era maravilhoso, ou que não vi nada nojento. Também não é isso, mas até mesmo as coisas que eu achei nojentas na China são desconhecidas da maioria das pessoas! Você já ouviu falar, por exemplo, em stinky tofu (tofu fedido, literalmente)? Não? Então continue lendo e descubra, haha!

Começando pelo começo, estou escrevendo este post exatamente dois anos depois de estarmos na China, e, desde então, já fui a Singapura (onde a maioria da população é de origem chinesa), Hong Kong e Macau (territórios administrativos da China) e estou morando na Malásia há 7 meses, onde 25% da população é de origem chinesa (em Kuala Lumpur esse número sobe para 43%). Ou seja, desde 2015 eu tive (e estou tendo) muito contato com a comida chinesa ‘autêntica’, e alguns dos pratos e restaurantes que vou mostrar aqui serão desses outros países.

Em Hong Kong
Em Hong Kong

Quando estive na China, admito que no começo demorei para me acostumar com a comida, seus temperos e cheiros. Afinal, foi a primeira vez que eu comia comida asiática de verdade! (Quer dizer, teve a Mongólia antes, mas não comemos nada muito exótico lá.) E os temperos asiáticos são muuuuuuito diferentes dos nossos!

Além disso, um fator que acaba atrapalhando na busca por comida boa é o idioma. Não conseguir ler o cardápio e não falar a língua dificulta bastante na hora de fazer o pedido em restaurantes. Muitos deles têm fotos dos pratos, o que facilita, mas nem sempre a imagem condiz com o prato de verdade.

Por conta disso, eu acabei me apaixonando pela comida chinesa só aqui na Malásia, porque aqui tudo é traduzido para inglês, as pessoas falam inglês… enfim, é muito mais fácil acertar no pedido e ir nos lugares certos.

dragon-ikualalumpur
Restaurante Dragon-i em Kuala Lumpur

Minha dica então é estudar o nome dos pratos para saber pedi-los e reconhecê-los nos cardápios! E outra: também é importante saber dizer o que você NÃO gosta/quer comer. Por exemplo, eu ODEIO coentro com todas as minhas forças; é o único tempero que eu realmente não tolero. Mas, na China, o coentro é para eles o que a salsinha e a cebolinha são para nós. Vai em tudo: sopas, noodles, tempero das carnes, recheio dos dumplings (já explico o que é), dentro de sanduíches… então, se eu soubesse falar “sem coentro” em chinês teria sido muito útil!

Basicamente, a culinária chinesa consiste em: noodles (macarrão oriental fininho, feito de trigo, arroz ou ovos), sopas (com noodles dentro), arroz branco, carnes (as mais usadas são porco e frango), vegetais e várias coisas feitas a partir da soja. De temperos, são usados: gengibre, alho, pimenta, óleo de gergelim, anis, canela, erva-doce, cravo, coentro, salsinha e cebolinha. E de molhos, o mais utilizado é o que se originou na própria China: o molho de soja – ou, na versão japonesa como nós conhecemos, shoyu.

Frango frito e arroz branco
Frango frito e arroz branco
Essa sopa é a minha preferida; com carne desfiada e essas massinhas que parecem nhoque, rs
Essa sopa é a minha preferida; com carne desfiada e essas massinhas que parecem nhoque, rs

Shanghai2[Food] (19)
Sopa com dumplings
Os chineses comem muitos legumes e verduras (muito mais que nós, inclusive), mas não comem salada crua. Todos os vegetais, mesmo as folhas, são cozidos, refogados ou fritos.

Beijing (30)

E, agora, os pratos famosos!

Provavelmente o mais famoso e autêntico dos pratos chineses é o dumpling, um tipo de pastel cozido no vapor, em cestinhas de bambu. O recheio dos dumplings varia, mas o mais tradicional é o de carne de porco, chamado xiao long bao.

Uma das minha comidas preferidas no mundo todo!
Uma das minha comidas preferidas no mundo todo!

Além do xiao long bao, existem mais outros 30 tipos de dumplings, e vou colocar aqui apenas os que eu experimentei. Eles são divididos em:

  • Steamed (cozidos no vapor)
Gow Choy Gau, de camarão e vegetais
Gow Choy Gau, de camarão e vegetais
Har gow, apenas de camarão
Har gow, apenas de camarão
Zheng jiao, formato trançado
Zheng jiao, formato trançado
  • Pan-fried (frito de um lado só)
Screen Shot 2017-02-06 at 10.34.15
Da lian huo shao, de formato compridinho; o recheio é geralmente carne e vegetais
Guo tie
Guo tie é o mais tradicional dos dumplings fritos – sua correspondência japonesa é o guioza
Sheng jian man tou - típico de Shanghai, é um dos melhores na minha opinião. Frito apenas no fundo, que fica super crocante, uma delícia!
Sheng jian man tou – típico de Shanghai, é um dos melhores na minha opinião. Frito apenas no fundo, que fica super crocante, uma delícia!
IMG_7697
O sheng jian man tou sendo preparado
  • Boiled (fervido)
shanghaiwonton.chinesebites
Shanghai wonton (recheio de carne de porco e vegetais; é colocado em sopas). Foto: chinesebites.com
Foto: heavenlydelicious.com
Shui jiao, tem o formato tradicional, também é usado em sopas. Foto: heavenlydelicious.com
  • Deep-fried (frito por inteiro)
IMG_1442
Fried wonton, pode ter vários recheios – esse é de carne e vegetais
wugok
Wu gok – parece um ninho de passarinho

Além desses, que são todos salgados, há também os doces – mas eles não são necessariamente considerados sobremesa, pois os chineses não têm problema nenhum em misturar doce com salgado. Não se anime, porque o recheio dos dumplings doces não é chocolate, e sim feijão doce (eu sei, eca, hahaha) ou um creme doce de gema de ovo (esse é bem bom!).

IMG_4654

Outros pratos famosos são:

Peking Roasted Duck (Pato de Pequim), considerado um dos pratos nacionais, teve origem em Beijing. Consiste em carne de pato utilizada de diferentes maneiras em uma mesma refeição. O chef traz até você o pato inteiro, assado, e retira toda a pele. Na sua mesa haverá umas massinhas de panqueca, tiras de cebola, de pepino e de melão, e uma pasta doce de soja. Você deve fazer um ‘rolinho’ com a pele do pato e esses outros ingredientes. O ‘resto’ do pato é levado de volta à cozinha para que a carne seja utilizada como recheio de dumplings ou para fazer outros pratos; e os ossos são usados no preparo das sopas. Assim, tudo é utilizado!

IMG_3307

IMG_4395

Sweet and Sour Pork (Carne de porco agridoce): esse prato é fácil de encontrar nos restaurantes brasileiros de comida chinesa.

20160904_140237

Gong Bao Chicken, ou como nós conhecemos: Frango Xadrez, também é muito comum na culinária chinesa-brasileira.

Foto: tablespoon.com
Foto: tablespoon.com

Chow Mein, noodles fritos com carne (geralmente de porco), molho de soja, gengibre e vegetais, como a couve chinesa. Nós o conhecemos como yakisoba.

Beijing (59)

Dim sum, juntamente com o Pato de Pequim, é a experiência gastronômica mais autenticamente chinesa que se pode ter! Trata-se de uma ‘demonstração’ de vários tipos de dumplings e outros pratos, como glutinous rice (arroz grudento, molhadinho) e chai tow kway ou fried radish cake, um bolo frito de rabanete preparado com farinha de arroz e água (um prato muito doido, mas uma das melhores coisas que eu já comi na vida! haha).

IMG_4244

Radish cake. Foto: alyswonderland.com
Fried radish cake. Foto: alyswonderland.com

E o que os chineses comem de café da manhã? Comida normal! Não há diferença entre comida de café da manhã, almoço e janta, é sempre a mesma coisa: dumplings, noodles, arroz e sopas. Mas há alguns pratos que são apreciados mais durante a manhã, entre eles: o dim sum, o congee (mingau de arroz) e umas massinhas fritas bastante comuns (não sei o nome oficial, mas é chamado de “donut chinês” ou “rosquinha chinesa”, rs). Além disso, o café da manhã e o almoço costumam ser refeições mais rápidas, enquanto a janta é a principal.

Congee. Foto: seriouseats.com
Congee. Foto: seriouseats.com
A tal da massinha frita, rs
A tal da rosquinha chinesa
A massinha frita e pudim de tofu, outro prato comum no café da manhã
A massinha frita e pudim de tofu, outro prato comum no café da manhã
Super empolgada com o café da manhã do hotel, rs
Super empolgada com o café da manhã do hotel, rs

No jantar, é comum os chineses irem a restaurantes com a família ou amigos e pedirem vários pratos a serem compartilhados. O tipo de mesa nos restaurantes, redonda e com uma bandeja rotatória no centro, é feita desse jeito justamente para facilitar o compartilhamento. As únicas coisas individuais são um potinho de arroz branco e um de sopa. Outro detalhe: são usados como talheres apenas os pauzinhos e colheres, e, por causa disso, a comida sempre vem em pedaços pequenos, para que não seja necessário cortar nada.

Foto: wikipedia
Foto: wikipedia

Agora, as sobremesas! Na China, há doces internacionais, como cheesecakes, chocolates, brownies, sorvetes e donuts, mas os doces propriamente chineses não tem NADA a ver com os nossos! Primeiro porque eles quase não são doces, e segundo porque eles usam ingredientes ‘inusitados’ para fazer as sobremesas, como feijão, milho e soja.

IMG_7550
Casquinha do McDonald’s sabor lichia com casquinha de chá verde – era meio bizarro, rs

Fique muito atento aos sorvetes e milkshakes, porque os chineses adoram colocar feijão no fundo do pote, daí você não vê, vai lá tomar seu milkshake todo feliz e contente… de repente, morde alguma coisa que você não estava esperando, e essa coisa é FEIJÃO! Isso não é nem um pouco bacana… hahahaha.

IMG_7500
Esse milkshake que eu estava segurando, por exemplo, parecia inocente, mas tinha feijão no fundo
O feijão doce estava até dentro do sanduíche de queijo e presunto - ninguém merece, rs
O feijão doce estava até dentro do sanduíche de queijo e presunto – ninguém merece, rs

Como eu disse antes, os chineses não se importam em misturar doce com salgado. Na verdade, a culinária asiática brinca muito com esses contrastes: salgado e doce, azedo e amargo, picante e suave, quente e frio etc. Por conta disso, eles não entendem muito bem o conceito de que sobremesas são para depois da refeição… eu percebi isso quando vi, em um McDonald’s na China, pessoas (mais de uma!) comendo hambúrguer e batata frita juntamente com sorvete! Uma herege estava, inclusive, mergulhando a batatinha frita no pote de McFlurry como se fosse a coisa mais normal do mundo! Hahahaha!

O que é considerado sobremesa de verdade, algo que é servido após as refeições, é fruta! Melancia, laranjas, melão e maçãs são algumas das preferidas.

Espetinhos de frutas cobertas com um tipo de caramelo - muito comum nas feirinhas de rua
Espetinhos de uva (e outras frutas) cobertas com um tipo de caramelo – muito comum nas feirinhas de rua

Bom, e o que não se come na China? Laticínios – leite, queijos, creme de leite, requeijão, cream cheese, iogurte – não fazem parte da culinária chinesa. Você nunca vai comer um dumpling recheado com queijo, por exemplo. Queijo só é encontrado em restaurantes de comida ocidental, como nas pizzas, massas e hambúrgueres; fora isso, esqueça! Mesmo nos mercados, é difícil encontrar laticínios, e quando tem, custam caríssimo por serem produtos importados!

Falando em hambúrguer... até aí tem que ter arroz! Hahaha - tinha opções com pão também, mas eu quis experimentar essa 'versão'
Falando em hambúrguer… até aí tem que ter arroz! Hahaha – tinha opções com pão também, mas eu quis experimentar essa ‘versão’

Ultimamente, padarias e confeitarias ao estilo francês têm ganhado bastante popularidade na Ásia inteira, então pães e doces parecidos com os nossos são fáceis de achar – mas lembrando: não faz parte da culinária local! E custam muito caro comparados aos pratos chineses!

Tipos de 'pães' locais - não tem muito a ver com os nossos
Tipos de ‘pães’ da culinária chinesa-muçulmana – em Xian

Falando em mercados, não existe a seção de peixaria nos mercados, e sim aquários, para você escolher o seu peixe/camarão/caranguejo/lagosta ainda vivos! Mais fresco impossível…

IMG_7340

Outra bizarrice nos mercados: ovos coloridos!
Outra coisa estranha nos mercados: ovos coloridos!

Chegou a hora das comidas bizarras!

Como eu comentei no post introdutório sobre a China, espetinhos de insetos existem sim, mas eu apenas vi em uma feirinha super turística em Beijing. E ninguém estava comprando/comendo os espetinhos, somente tirando fotos. Na minha opinião, essas bizarrices são só para chamar a atenção dos turistas e tirar dinheiro deles, pois os gringos acham que estão sendo aventureiros comendo comidas exóticas na Ásia e pagam caro num espetinho de escorpião – eu achei caro pelo menos, era mais ou menos uns 10 reais (por algo nojento que você nem vai comer inteiro, né).

Espetinhos à venda em Beijing, China.

pasted-image-2

O que eu vi os chineses comendo, no entanto, eram espetinhos de frutos do mar. Como eu não sou muito fã de frutos do mar, esses espetinhos não me pareceram nem um pouco apetitosos, mas acho que para quem gosta vale a pena experimentar. Eu vi de polvo, lula e patinhas de caranguejo, e eles eram vendidos nas feirinhas de rua, e não em restaurantes.

Hmmm que diliça, só que não
Hmmm que diliça, só que não

Outra comida comum nas feirinhas de rua é o famigerado stinky tofu, literalmente tofu fedido. Li uma descrição simples que acho que resume perfeitamente o odor do stinky tofu: if smells could kill (se cheiros pudessem matar), HAHAHA!

Essa frase, “se cheiros pudessem matar”, é perfeita porque a vontade que você sente quando se depara com esse odor não é nem vomitar; isso seria muito simples. A vontade é a de simplesmente parar de respirar! Esse cheiro poderia ser usado, inclusive, como instrumento de tortura:

– “Você confessa ter feito isso, isso e aquilo?” – libera o cheiro do stinky tofu.

– “SIM, CONFESSO, PELAMOR DE DEUS, TIRA ESSE TROÇO DAQUI”.

Pelo menos comigo seria assim.

Não gosto de parecer fresca, muito menos demonstrar que estou com nojo da comida dos outros povos, afinal, é falta de educação. Imagina um gringo no Brasil, que vê a nossa iguaria mais maravilhosa, a coxinha, e faz cara de nojinho?? Eu ficaria revoltada! Rs

Mas ali, naquelas feirinhas, com aquele cheiro… não dava pra aguentar. Eu embrulhava minha cabeça no cachecol (sorte que estava frio) e tentava bloquear completamente a passagem de ar. E o pior: eu nem sabia o que estava fedendo!

Durante todo o tempo em que estivemos na China, nunca soube o que era aquele cheiro horrível. Só fui descobrir que se tratava de um tofu fermentado tempos depois, quando estava conversando sobre isso com alguém, e essa pessoa disse “ah, esse cheiro deve ser o stinky tofu!”.

Mas até então, eu tinha certeza que aquele odor só podia ser de alguma carne podre, pois nunca imaginei que algo feito de soja pudesse ter um cheiro tão ruim.

A descrição da Wikipédia - a tradução está péssima, mas dá pra entender, eu acho
A descrição da Wikipédia – a tradução está péssima, mas acho que dá pra entender. Adorei a parte do “lixo podre”, kkk

O cheiro é uma mistura de bife de fígado com aquela meia usada todos os dias e sem lavar por um mês, mais outros odores corporais; tudo isso multiplicado por 1000. Pense nos cheiros ruins que você já sentiu: esgoto, “asa”, carniça… tudo isso é “Bom Ar” comparado ao stinky tofu. É um odor diferente de tudo que existe, e que simplesmente consegue fazer com que você perca a alegria de viver por alguns minutos (até sair de perto do fedor), HAHAHA. Não é exagero, eu juro! É realmente horrível, e contamina ruas inteiras… dá pra sentir de longe!

Bom, como eu não sabia o que esse cheiro era – e por ser o pior que já tinha sentido na vida – nem cogitei perguntar da onde estava vindo (pois não queria chegar ainda mais perto dele, e sim sair correndo) e muito menos em provar tal nojeira! Mas aparentemente o stinky tofu é uma “sensação” e, apesar de o cheiro ser péssimo, o gosto é bom. Duvido muito, mas para os corajosos que quiserem experimentar, essa é a cara dele:

Nem a aparência ajuda, blergh
Nem a aparência ajuda, blergh

Nas feirinhas de comida de rua, então, as três maiores bizarrices culinárias que eu vi foram os espetinhos de frutos do mar, o stinky tofu e a terceira: pé de galinha (ou de outras aves). Isso é uma iguaria para os chineses! Eles comem pé de galinha como se estivessem comendo um pacote de Ruffles. Nos mercados, há prateleiras inteiras só com várias marcas de pé de galinha, preparados dos mais diversos tipos, com os mais diversos temperos! Que nojoooo, hahahaha.

Cruzes!
Cruzes!

Os chineses não gostam de desperdiçar nada nas carnes. NADA! Como eu falei sobre o Pato de Pequim, os ossos são usados para fazer sopas (provavelmente órgãos também), e isso é feito com todos os outros animais. Os chineses não tem “nojinho” de órgãos e partes “não convencionais”, como orelhas, rabos, pés etc. e essas partes são vendidas na rua, como se fosse a coisa mais natural do mundo. Para eles, é natural mesmo. Mas para os gringos, as cenas e “aromas” podem ser um tanto perturbadores.

Atenção, cenas fortes a seguir!

Suzhou (88)

Xian (18)

Xian (14)

Não vou terminar o post com essas fotos, então…

Para finalizar, as bebidas! O que os chineses tomam? Chá, chá e chá, rs, e todos são completamente diferentes dos nossos tipos!

A China é um país mais que autossuficiente, então marcas internacionais não são muito comuns – a não ser as MUITO populares como Coca Cola. Então, se você for ao mercado, 95% dos produtos serão chineses e estarão escritos em chinês, obviamente. Isso faz com que seja difícil comprar bebidas, pois todas parecem iguais! Existem inúmeros tipos de refrigerantes, sucos e chás nacionais, e todos têm um gosto bastante diferente das marcas “ocidentais” – no geral são mais amargos.

Chá chinês na Malásia
Chá chinês na Malásia

E para acompanhar as refeições, os chineses bebem chá quente (sem açúcar, sempre!) ou simplesmente não tomam nada, o que é um hábito bastante saudável e que deveríamos aprender com eles!

Minha bebida chinesa preferida – e que é super popular no país – é o milk tea (chá de leite), que vem em vários sabores diferentes, e pode ser quente ou frio. É uma delícia! As duas marcas mais famosas são Coco e Happy Lemon.

IMG_7602

E a bebida alcóolica mais popular da China é a cerveja, especialmente da marca Tsingtao:

beer

Acabou! Acho que agora você tem uma ideia da comida chinesa de verdade, tanto as coisas gostosas como as bizarras, sem preconceitos e estereótipos!

Beijing, China (21)

Espero que tenha gostado das informações e dicas, e que elas tenham sido úteis! Aproveite para ler sobre Beijing, a Muralha da China, Suzhou, Shanghai, Xian, Hangzhou e a introdução sobre a China! E qualquer dúvida, deixe seu comentário!

Comments are closed.