Malásia: custo de vida

Malásia: custo de vida

Viajar na Malásia é, com certeza, muito barato. Não tanto quanto Vietnã e Camboja, mas na mesma faixa que a Tailândia e bem mais em conta que Singapura. Para se ter uma ideia, os preços para quarto duplo privado começam em mais ou menos 50 ringgit (moeda local), ou seja, uns 38 reais; e com 200 ringgit (150 reais) você pode se hospedar num hotel 5 estrelas.

batucaves
Batu Caves, Kuala Lumpur.

Quanto ao transporte, dentro de Kuala Lumpur um ônibus do aeroporto internacional até a estação de trem central custa RM10 e leva 1h, enquanto o trem expresso custa RM55 e leva 25 minutos. Da estação central de trem até a área mais turística da cidade (onde estão as Petronas Towers), o LRT (um tipo de metrô) custa RM2.30 e leva 20 minutos. Para distâncias mais longas, alguns exemplos: uma passagem de ônibus (ida) de Kuala Lumpur até Melaca (uma cidade vizinha bastante turística) custa RM10 (ou mais dependendo da companhia de ônibus, tipo de assento etc.) e leva 1h30. Uma viagem de KL até Penang (a segunda maior cidade da Malásia) leva 4-5h e custa a partir de RM35 de ônibus e RM55 de trem. Viajar de avião também é muito barato, pois a maior companhia aérea low-cost da Ásia (AirAsia) é da Malásia e os voos que saem de Kuala Lumpur são os mais em conta (uma passagem para a Tailândia custa a partir de RM70 e para Singapura, RM50).

traintosingapore
Trem de Kuala Lumpur a Singapura

Quanto à alimentação, os pratos individuais custam menos de RM10 em restaurantes locais fora de shoppings e estações de trem, de RM10 a RM20 em praças de alimentação em shoppings e estações, de RM20 a RM35 em restaurantes dentro dos shoppings, e mais de RM35 em restaurantes mais sofisticados.

Alimentação, transporte e hospedagem na Malásia são, portanto, muito baratos, o que faz com que o país seja um ótimo destino para turistas de várias partes do mundo. Quanto a morar em Kuala Lumpur, os preços não são tão em conta como imaginava que seriam… Alugar um apartamento mobiliado custa entre RM1500 a RM3500, dependendo do tamanho do imóvel e localização. Plano de internet no celular custa RM30 por 2GB e em casa, ilimitado, RM120 por mês (varia de acordo com a empresa). As contas de água e luz somam em média RM200.

No geral, todos os produtos nos supermercados daqui são mais caros que no Brasil, já que a Malásia precisar exportar a maioria deles. Alguns produtos têm preços parecidos, como uma caixa de cereal da Kellogg’s, por exemplo, que custa na faixa de 8-9 reais para 200g nos dois países, ou um pote de 320ml de shampoo Seda (aqui se chama Sunsilk), que custa na faixa de 7 reais no Brasil e RM9.50 na Malásia (convertendo dá na mesma), porém, para outros produtos, a diferença é maior. Uma caixa de leite de 1L no Brasil custa a partir de R$2,25, enquanto que aqui o litro mais barato custa RM5.29. 200g de queijo (qualquer tipo) custa no mínimo RM15. A pasta de dente mais barata (100g) custa RM6, latas de cerveja começam em RM9 (o imposto para bebidas alcóolicas é mais alto visto que o país é muçulmano). Frutas e carnes também são mais caras. Por conta disso, a maioria dos malaios prefere comer fora de casa em vez de cozinhar.

Levando tudo isso em consideração, acredito que viajar na Malásia é, sem dúvidas, mais barato que viajar no Brasil, e para morar, apesar de algumas coisas serem mais caras, o custo de vida aqui é mais baixo também.

petronastowers
Petronas Twin Towers, Kuala Lumpur
Comments are closed.