Kyoto: o templo Kiyomizu-dera e o distrito Higashiyama

Kyoto: o templo Kiyomizu-dera e o distrito Higashiyama

Literalmente “Templo de Água Pura”, o Kiyomizu-dera é um dos templos mais famosos não só de Kyoto, mas do Japão! Construído em 780, ele é patrimônio mundial da Unesco e ficou entre os 21 finalistas das 7 Maravilhas do Mundo Moderno.

O que chama mais a atenção no Kiyomizu-dera é o fato de ele ser todo construído de madeira maciça e também sua enorme varanda, sustentada por pilares de 13 metros, que proporciona uma vista lindíssima da cidade e das árvores – o cenário fica ainda mais bonito na primavera, época das cerejeiras, ou no outono, que foi quando nós estivemos lá.

img_2631

A varanda do templo foi construída para acomodar um grande números de fiéis e peregrinos que ali chegavam. Além disso, a varanda servia também para a realização de uma prática curiosa (e maluca): “mergulhar de cabeça” dali! Aqueles que sobrevivessem à queda de 13 metros teriam um pedido realizado. Costume bacana, não? Entre os séculos 17 e 19 foram registrados 234 pulos, sendo que 85,4% foram bem-sucedidos e a pessoa sobreviveu! (Se o desejo dela foi realizado daí eu já não sei… rs)

img_2623

img_2626

Fora o próprio Kiyomizu-dera, há templos menores e pagodas a serem visitados, e também a Otowa Waterfall, uma “cachoeira” divida em três filetes. Os visitantes devem usar uma das “colheres gigantes” (não sei do que chamar isso!) para pegar a água de um dos filetes e bebê-la. Cada filete tem seu propósito: um traz longevidade, o outro, sucesso nos estudos, e o outro, sorte no amor. Mas atenção! Beber de cada um dos três é considerado ganância, deve-se escolher apenas um ou dois! Hehe

screen-shot-2016-12-31-at-16-59-12

screen-shot-2016-12-31-at-16-58-32

Se o templo já é super interessante e tem uma vista incrível, aí vem a melhor parte: para chegar até ele, você deve passar pelo distrito histórico de Hagashiyama, que é lindíssimo e apaixonante! (Gion perde a graça depois dele!) Suas ruas estreitas, casinhas de madeira, lojinhas, cafés e restaurantes dão a sensação de voltar no tempo! Apesar de não ser uma área muito grande, dando para conhecê-la inteira a pé em cerca de meia hora, é um lugar para se passar horas, seja tirando fotos, olhando as lojas (que são demais!), experimentando as comidas dos restaurantes e barraquinhas de rua, visitando os templos e museus… enfim, é um lugar charmoso e encantador com muitas atrações e atividades para oferecer, o meu preferido de Kyoto!

fullsizeoutput_9a4

img_2441

img_2607

img_2436

Screen Shot 2017-01-15 at 09.39.26

Nós fomos a pé porque era perto de onde estávamos hospedados, mas vindo da Kyoto Station, os jeitos mais fáceis são de trem, com a linha Keihan Railway Line (tem que descer na estação Kiyomizu-Gojo Station), ou com os ônibus 100 ou 206 (descer nas estações Gojo-zaka ou Kiyomizu-michi).

screen-shot-2016-12-31-at-16-54-06

A subida até o Kiyomizu-dera é um pouco íngreme, mas como provavelmente você vai subindo olhando as lojas e tirando fotos, acaba não sendo tão cansativo.

img_2387

fullsizeoutput_993
Quando conseguir ver esse portal, é sinal de que está quase lá!

fullsizeoutput_996

img_2424

Entrada do Kiyomizu-dera
Finalmente, a entrada do Kiyomizu-dera

Screen Shot 2017-01-15 at 09.42.06

Para entrar no Kiyomizu-dera custa 500¥ o ingresso, e caminhar pelo distrito de Hagashiyama é livre! Outros templos e museus da região cobram entrada, e os preços ficam entre 400 e 600¥.

img_2599

fullsizeoutput_99e

Espero que tenha gostado e que este post tenha sido útil! Qualquer dúvida, deixe seu comentário!

Comments are closed.