Hong Kong: a ilha de Lantau e o Grande Buda

Hong Kong: a ilha de Lantau e o Grande Buda

Saindo do aeroporto, Lantau é a primeira ilha por onde se passa em direção a Kowloon e à ilha de Hong Kong, e é nela onde estão o Grande Buda, o monastério Po Lin, o teleférico Ngong Ping 360, o parque Hong Kong Disneyland, além de praias, montanhas, florestas, resorts, um clube de golfe e um observatório de golfinhos!

screen-shot-2016-12-16-at-16-37-19
Chek Lap Kok é onde fica o aeroporto, e Lantau é a ilha grande e quase toda verde logo abaixo

Dessas atrações nós visitamos apenas Ngong Ping: o teleférico, o monastério e o Grande Buda.

20160916_131743

Para chegar até lá, basta pegar o MRT e descer na estação Tung Chung. Ela fica a 6 paradas da estação de Kowloon, 7 da de Hong Kong e 12 da de Tsim Sha Tsui (precisando trocar de linha uma vez). Saindo da estação Tung Chung é só “seguir a maré”, pois praticamente todo mundo que desce ali também está indo ver o Grande Buda. Também há sinalização apontando o caminho.

Há duas maneiras de chegar até o Buda: teleférico e ônibus. Nós fomos com o teleférico e voltamos com o ônibus, para termos, assim, as duas experiências. Tanto a parada de ônibus quanto a estação do teleférico ficam a uma distância “caminhável” do MRT e são bem fáceis de achar.

Se você escolher ir de bondinho, como nós, sugiro comprar o ingresso antecipadamente, seja pelo próprio site do Ngong Ping 360, pelo aplicativo Klook, ou talvez seja possível comprar no hotel em que estiver hospedado. Nós não compramos os ingressos antes e ficamos 1h na fila, ou seja, perdemos muito tempo!

20160916_114044

Há duas opções de cabines do teleférico: standard (cabine comum, onde cabem 8 pessoas), que custa HK$130 só ida e HK$185 ida e volta; e crystal (tem o chão de vidro, para melhorar a vista durante o trajeto, mas não é recomendada pra quem tem medo de altura), que custa HK$180 a ida e HK$255 ida e volta.

Nós fomos com a comum mesmo, primeiro por “pão-durice” e segundo porque talvez não nos sentiríamos bem com o chão de vidro transparente.

Depois de comprar os ingressos, ficamos mais uma meia hora na fila esperando pra pegar o bondinho. Não sei se essa demora é normal… nós fomos numa sexta-feira que era feriado em Hong Kong, então acho que isso explica a quantidade de gente.

20160916_123808

20160916_124304

O trajeto do teleférico dura 25 minutos. A vista é muito bonita e dá pra ver o Buda de longe, o que é bem legal!

20160916_125548

20160916_125950

Na parada final do bondinho há uma pequena vila turística, com vários restaurantes e lojas. Os restaurantes são um pouco caros (há mais baratos perto do monastério Po Lin), mas as lojas de souvenirs são bem bonitinhas e vale a pena dar uma conferida, apesar de haver lojas mais em conta perto do monastério e da estátua do Grande Buda.

20160916_131227

20160916_131522

20160916_151129

20160916_150326

20160916_131816

Para subir até o Grande Buda, cujo nome original é Tian Tan Buddha, é preciso enfrentar mais de 250 degraus! Mas o esforço compensa! Além do Buda, há outras estátuas menores, muito bonitas também. Sem falar na vista, que é ótima!

20160916_132429

20160916_133101

20160916_133511

A estátua do Grande Buda, feita de bronze, foi inaugurada em 1993 e simboliza a harmonia entre homem, natureza e religião, e a postura de Buda representa serenidade e felicidade.

20160916_132925

Por último, o monastério Po Lin, fundado em 1906. Além de ele ser lindíssimo, o clima no lugar é de muita paz, pois ali as pessoas acendem velas e fazem orações e oferendas para Buda.

20160916_135947

20160916_140156

20160916_135421

20160916_135530

Como eu havia dito um pouco antes, perto do monastério há restaurantes e lojas de souvenirs mais baratos do que na vila do teleférico, então aproveite para almoçar/lanchar e fazer umas comprinhas por ali.

20160916_142032

Macarrão frito e rolinho primavera
Macarrão frito e rolinho primavera

20160916_142709

Para voltar, há novamente duas opções: o bondinho (mas só compensa se você já havia comprado o ingresso de ida e volta) e de ônibus, que você pega na vila do teleférico, na parada de ônibus. É só pedir informação ou procurar placas indicando, e daí encontrar o ônibus que vai para a estação de MRT Tung Chung. A volta de ônibus dura pouco mais de meia hora e tem bastante curvas pelo caminho.

20160916_154613
Vista da estrada, na volta para a estação do MRT

O passeio inteiro levou umas 5 horas, pois a ilha de Lantau fica bem longe do centro de Hong Kong; para chegar até o Grande Buda e voltar (seja de teleférico ou ônibus) também é demorado, e porque pegamos fila para comprar os ingressos do bondinho. Por isso, sugiro ir cedo, assim que abre (9 ou 10 da manhã dependendo do dia da semana) e comprar os ingressos antecipadamente.

Espero que tenha gostado e que este post tenha sido útil! Qualquer dúvida, deixe seu comentário!

Comments are closed.