Como ir de Hong Kong a Macau

Como ir de Hong Kong a Macau

Macau e Hong Kong são os dois territórios administrativos especiais da China, então, apesar de tecnicamente fazerem parte da China, são lugares muito mais internacionais do que ela, ao mesmo tempo que também são exóticos e interessantíssimos, cada um com suas particularidades.

20160918_043209042_ios

Assim, para quem tem preconceito com a China, por achar que é diferente demais, ser difícil de se comunicar ou quaisquer outros motivos, Hong Kong e Macau são os destinos perfeitos para ser introduzido à cultura chinesa de uma forma tranquila, sem muitos choques culturais.

Além disso, pelo fato de serem tão próximos um do outro e de ser tão fácil se locomover entre eles, a maioria dos visitantes que vão para Hong Kong dão uma passadinha em Macau e vice-versa. Provavelmente esse será seu caso também!

Acredito que muitos subestimam Macau por não ter tantas atrações quanto Hong Kong ou por acharem que lá só tem cassinos (confesso que eu achava isso), mas vale muito a pena conhecer e passar pelo menos uma noite lá! Principalmente para aqueles que vêm de países colonizados por Portugal, como nós, Macau é interessante demais!

20160918_045312603_ios

Bom, vamos às dicas então!

A maneira mais “normal” para ir transitar entre Hong Kong e Macau é de ferry. Eu digo “normal” porque também é possível ir de helicóptero, mas é uma opção que nem cogitei, por motivos óbvios $$$.

Terminal de ferry de Hong Kong
Terminal de ferry de Hong Kong

O terminal de ferry fica na ponta oeste da ilha de Hong Kong. Para chegar lá de MRT, deve-se descer na estação Sheung Wan e seguir as placas até o ferry.

screen-shot-2016-12-17-at-17-31-40

Os ferries de Hong Kong a Macau saem de 15 em 15 minutos, desde as 7h da manhã até meia-noite todos os dias, e a principal companhia é a TurboJet. Na classe econômica, a passagem de Hong Kong a Macau custa HK$164 nos dias de semana e HK$177 nos fins de semana. E a de Macau a Hong Kong custa HK$153 durante a semana e HK$166 no final de semana. Nós compramos as passagens de ida e de volta juntas, mas não faz diferença, o preço é o mesmo comprando junto ou separado. Nós fomos e voltamos no mesmo dia, mas definitivamente recomendo passar uma noite em Macau pelo menos.

screen-shot-2016-12-17-at-20-45-44

screen-shot-2016-12-17-at-20-46-31
Nós pagamos HK$177 por ser domingo

Antes de entrar no ferry, é preciso passar pela imigração, afinal, você vai sair de um “país” e entrar em outro (tudo bem, não são bem países, mas é como se fossem).

A viagem entre os dois “países” dura mais ou menos uma hora e é muito tranquila e confortável. Os barcos são limpos, espaçosos e tem serviço de bordo para quem quiser.

20160918_024057409_ios

20160918_024331460_ios

Chegando em Macau, é necessário passar pela imigração, mas, pela minha tristeza, eles não carimbam o passaporte (nem em Hong Kong) e só dão um papelzinho e pedem pra você preencher um formulário. Detalhe: o formulário está em inglês, chinês e português!!! Afinal, Macau foi uma colônia portuguesa e o português é uma das línguas oficiais!

O terminal de ferry em Macau tem informações em português, então, além de ser mais fácil ainda de se achar por lá, você vai se sentir um pouquinho em casa.

screen-shot-2016-12-17-at-20-47-25

No terminal há um balcão de informações onde você pode perguntar como ir até o centro da cidade ou hotel em que for se hospedar. Como não há metrô em Macau, as únicas opções são ônibus, táxis e translados. Nós pegamos um ônibus logo na saída à direita do terminal e descemos no Largo do Senado (sim, esse nome mesmo, em português!). A partir daí, sugiro ler o post sobre nosso dia em Macau!

screen-shot-2016-12-17-at-20-47-45

 

Comments are closed.