Ásia: alimentação e segurança

Ásia: alimentação e segurança

Antes de vir para a Ásia, minha noção de comida asiática era basicamente sushi, sashimi, yakisoba, frango xadrez e quaisquer outras opções em cardápios de restaurante supostamente japoneses e chineses. Claro que a minha percepção melhorou muito depois que conheci o Evandro e, como ele já tinha ido para a Ásia, me contou como a comida de lá realmente era, mas, mesmo assim, a surpresa foi bastante grande.

Sopas com macarrão de arroz, carne e vegetais, água de coco e vitamina de abacate - Ho Chi Minh, Vietnã.
Sopas com macarrão de arroz, carne e vegetais, água de coco e vitamina de abacate – Ho Chi Minh, Vietnã

A culinária asiática varia demais de país a país, então é difícil descrever todas como se fossem uma só, mas no geral os asiáticos comem muita sopa, macarrão (não o do tipo italiano, claro), vegetais e adivinha o que mais? Arroz, arroz e dá-lhe arroz. A comida também é muito saborosa, com alguns temperos e especiarias um tanto exóticos para o nosso paladar ocidental.

Sopa de noodles, carne e vegetais e pasteizinhos fritos de carne - Ulaanbaatar, Mongólia.
Sopa de noodles, carne e vegetais e pasteizinhos fritos de carne – Ulaanbaatar, Mongólia
Comida indiana-malaia: naan (pão) com molhos de curry e tandoori chicken - Kuala Lumpur, Malásia.
Comida indiana-malaia: naan (pão) com molhos de curry e tandoori chicken – Kuala Lumpur, Malásia

Quanto à higiene, nunca tivemos (nem eu nem o Evandro) nenhum problema relacionado à comida. Claro que uma dor de barriga aqui e ali é normal e inevitável, pois os temperos são diferentes do que estamos acostumados e o tratamento da água usada para cozinhar também é diferente. Fora isso, felizmente não tivemos intoxicação alimentar em nenhum dos países que visitamos, e não foi porque éramos cuidadosos e só comíamos em restaurantes não.

Espetinho de rua - Hanoi, Vietnã.
Espetinho de rua – Hanoi, Vietnã

Na Ásia a melhor comida é sem dúvida a de rua, e fazíamos grande parte das refeições assim, experimentando coisas de barraquinhas, seguindo o povo local, indo atrás do que eles estavam comendo, e não tivemos problemas com isso. Claro que a higiene dos asiáticos não se compara à nossa. Nós, brasileiros, somos bastante rígidos quanto à limpeza em comparação a outros lugares do mundo, mas ao mesmo tempo, não achei a Ásia mais suja que a Europa por exemplo.

Restaurante na rua em PingYao, China.
Restaurante na rua em PingYao, China

Acho que a impressão que a maioria das pessoas têm de que os asiáticos são sujos vem do fato de que a comida é preparada na rua, ou que eles comem coisas esquisitas (tipo insetos e cachorros), mas na realidade eles são bastante cuidadosos com a higiene; para comer, todos lavam as mãos antes e depois; e nada do que eles comem é tão exótico quanto as pessoas imaginam.

Sorvete de coco dentro do coco - Bangkok, Tailândia.
Sorvete de coco  – Bangkok, Tailândia

De todos os países que fomos, não vimos sequer uma vez alguém comendo carne de cachorro ou um espetinho de barata… como eu disse, a culinária asiática se baseia principalmente em arroz, macarrão e vegetais, ou seja, nada de estranho aí, não é mesmo?

Sopa de noodles de arroz e acelga - Hong Kong.
Sopa de noodles de arroz e acelga – Hong Kong
Almoço em Hangzhou, China.
Almoço em Hangzhou, China

Os asiáticos comem no café da manhã o mesmo tipo de comida do almoço ou da janta, ou seja, arroz, macarrão, sopa ou algo do tipo, o que é bem esquisito para nós que estamos só acostumados com um pãozinho, frutas e café. Apesar de gostarmos fazer as mesmas coisas que os locais fazem, isso já era demais. Então, no café da manhã, sempre pedíamos a opção ocidental, que geralmente era panquecas estilo americanas, torradas, ovos mexidos, suco e café.

Café da manhã caprichado em Phnom Penh, Camboja.
Café da manhã caprichado em Phnom Penh, Camboja

Quanto à segurança, fico feliz em dizer que me senti segura em todos os lugares em que estivemos na Ásia, inclusive mais que em muitas cidades europeias. Acho que muitas pessoas deixam de visitar a Ásia por medo de ser um lugar exótico demais, com comidas muito diferentes, dificuldade em se comunicar, criminalidade, golpes em turistas e vários outros tipos de preconceitos que não se justificam na realidade.

Andando de tuk-tuk em Siem Reap, Camboja.
Andando de tuk-tuk em Siem Reap, Camboja

A Ásia é de fato um destino exótico, mas está longe de ser um dos mais perigosos para turistas, muito pelo contrário. Foi nos países asiáticos onde mais viajamos de trem, ônibus, van, tuk-tuk e outros meios de transporte alternativos, onde mais comemos comida de rua, onde mais caminhamos a pé, onde mais fizemos passeios por lugares inusitados, onde mais ficamos em hotéis e hostels “duvidosos”, e, ao mesmo tempo, onde mais nos sentimos bem-acolhidos e seguros.

Fronteira China-Vietnã.
Fronteira China-Vietnã

A estrutura para o turismo, principalmente no Sudeste Asiático (Vietnã, Camboja, Tailândia) é muito boa, e os estrangeiros são mais que bem-vindos, sem falar que tem muitos, mas muitos turistas nessa região, então se ficar nas áreas mais turísticas você provavelmente nunca vai ser o único gringo do pedaço.

Trem na Tailândia
Trem na Tailândia

Cada experiência é única, e não digo que nada de ruim pode acontecer a um turista na Ásia, mas essa é uma questão de “feeling”, e só posso dizer que senti (e sinto) mais segurança na Ásia do que em meu próprio país. Vale a pena destacar também que não é recomendável em nenhum lugar do mundo ficar “dando bandeira” demais, confiar em qualquer pessoa que vier conversar com você, carregar coisas de valor pra lá e pra cá etc. Bom senso é fundamental, e desconfiômetro também.

Estação de trem na China. Parece mais um aeroporto, não?
Estação de trem na China. Parece mais um aeroporto, não?

Por mais que não haja muitos assaltos a turistas em um país, é normal ter gente tentando passar a perna nos viajantes mais ingênuos e inexperientes, como cobrar um valor muito mais caro por produto, vender produtos falsificados pelo preço de original e coisas do tipo. Como eu disse, isso vale pra qualquer lugar, não só para a Ásia. Assista ao programa Capitais do Delito (Scam City) e veja como não estou mentindo! Rs

É isso! Espero que tenha gostado, e que as dicas e informações tenham sido úteis! Qualquer dúvida, deixe seu comentário!

Comments are closed.