A ilha de Hong Kong e o Victoria Peak

A ilha de Hong Kong e o Victoria Peak

Só para diferenciar: Hong Kong é o nome do país-cidade e também o nome de uma das ilhas que faz parte de todo o território do país.

A ilha a que me refiro é a área contornada de vermelho:

screen-shot-2016-12-17-at-15-08-52

Lá encontram-se os principais edifícios comerciais, arranha-céus e shoppings. É uma ótima opção para se hospedar, assim como Kowloon, pela praticidade e quantidade de lojas e restaurantes disponíveis.

Também é da ilha de Hong Kong que saem os ferries para Macau, leia aqui.

A principal atração da ilha é, com certeza, o The Peak, ou Victoria Peak, de onde se tem a vista mais icônica de toda Hong Kong!

20160919_110654989_ios

Screen Shot 2017-01-15 at 09.39.26

A ilha de Hong Kong tem uma linha de MRT (azul, cujo nome é Island Line), e na estação Hong Kong é possível pegar a linha que vai para o aeroporto (Airport Express), para Kowloon e para Ngong Ping, onde está o teleférico e o Grande Buda (o nome dessa linha é Tung Chung Line).

Para ir ao Victoria Peak, se você já estiver na ilha de Hong Kong, é possível ir a pé (dependendo de onde estiver hospedado) ou usar a linha do MRT. Se você estiver em Kowloon ou em outra região da parte continental, minha sugestão é pegar o MRT e descer na estação Central.

Descendo do trem, você deve procurar a saída J2, subir as escadas e seguir a sinalização até o terminal do funicular (que você pegará para subir até o Peak). A distância da estação até esse terminal é curta, mas vale destacar que é uma subida, e pode ser um pouco cansativo… Veja este mapa do próprio site do Victoria Peak:

screen-shot-2016-12-17-at-16-03-33

Chegando lá, você deverá comprar os ingressos para o funicular. Nós fomos no fim da tarde de uma terça-feira, pelas 18h, e estava uma fila enorme. Nosso plano era subir enquanto ainda era dia e ficar lá em cima até anoitecer para poder ver a vista tanto quando estivesse claro como à noite, mas não rolou… rs. Demorou mais ou menos uma hora desde que chegamos até que entramos no bondinho, então sugiro ir num horário mais tranquilo.

20160919_101417165_ios

O trem funicular me lembrou muito o do Corcovado! Foi muito legal! O ingresso apenas para o trem ida e volta custa HK$45 e com o Sky Terrace custa HK$88. Esse Sky Terrace é, como o nome diz, um terraço de onde se tem a visão mais alta possível lá no Peak. Nós compramos apenas o ingresso do trem, pois pensei que a vista que teríamos lá na base já seria suficiente. Ela foi suficiente sim, mas tem a construção do Sky Tower e algumas árvores que atrapalham um pouco a visão.

Quando for entrar no bondinho, recomendo ficar no lado direito na ida, e no esquerdo na volta, que é o lado com vista para a cidade. Isso se você conseguir escolher o lugar onde sentar, pois a galera fica desesperada pra sentar nos melhores lugares e é um empurra-empurra para entrar no trem!

20160919_105148264_ios

20160919_105602332_ios

O desembarque do funicular é no Sky Tower, o prédio com formato maluco que dá pra ver até de Kowloon! Esse shopping tem várias lojas de souvenirs e restaurantes de todos tipos (é no topo dele que fica o Sky Terrace). Nós jantamos no Bubba Gump, que tinha vista para a baía (há outros restaurantes com vista também).

20160919_110156794_ios

20160919_113406466_ios

Para ir até a área de observação, é preciso subir alguns andares de escada rolante no Sky Tower. Chegando na área aberta, é só ser feliz e tirar muitas fotos!

20160919_123800612_ios

20160919_124202947_ios

20160919_131312858_ios

Para pegar o funicular na volta, enfrentamos mais uma fila, mas não foi tão demorada quanto a da ida.

Espero que tenha gostado e que este post tenha sido útil! Qualquer dúvida, deixe seu comentário!

Comments are closed.